Conhecimento


Tarek Zouari
Sócio-gerente da Exco Tunisie

Tarek Zouari é um contador experiente com mais de 20 anos de experiência internacional em Finanças e Auditoria, atuando como Presidente Regional do Comitê de Direção e Grupo Consultivo da Kreston na África. Ele também foi presidente da Exco Africa, a primeira rede africana de empresas independentes de contabilidade e auditoria.


Tunísia: Um farol de oportunidades no Mediterrâneo

maio 2, 2024

O cenário econômico em evolução da Tunísia oferece uma infinidade de oportunidades para empresas e investidores, posicionando-se como um farol de resiliência e inovação na esteira da Primavera Árabe. Tarek ZouariSócio-gerente da Exco Tunísia discute a localização geográfica estratégica do país, que liga a África à Europa, juntamente com seu compromisso de promover uma força de trabalho qualificada e um ambiente econômico progressista, estabelece a Tunísia como um destino atraente para investimentos estrangeiros e expansão de negócios, especialmente nos setores de agronegócio, aeroespacial, infraestrutura, energia renovável (principalmente hidrogênio verde) e serviços de TI.

Acordos comerciais e relações internacionais

A Tunísia tem uma ampla gama de acordos comerciais multilaterais e bilaterais com cerca de 127 países. Os principais acordos comerciais envolvendo a Tunísia incluem Área de Livre Comércio Continental Africana (AfCFTA), o Mercado Comum para a África Oriental e Austral (COMESA), o Associação Europeia de Livre Comércio (EFTA), the Free Trade Agreement with EFTA States (Switzerland, Liechtenstein, Norway, and Iceland), the Acordo Geral sobre Tarifas e Comércio (GAFTA), o Acordo da União Árabe do Magrebe e o Acordo de Agadir. Além disso, a Tunísia tem vários acordos comerciais bilaterais com diversos países, como o Reino Unido e o Paquistão.

Força de trabalho altamente qualificada

Desde a década de 1960, a Tunísia vem adotando medidas significativas para criar um pool de talentos, especialmente nos setores de ciência e tecnologia, com foco em iniciativas de educação e desenvolvimento de habilidades. Isso resultou em uma força de trabalho altamente qualificada, classificada em 5º lugar no mundo em termos de graduados em ciências e engenharia (Global Innovation Index, 2022), capaz de atender às demandas de um mercado global em rápida evolução. A proficiência multilíngue de seus funcionários do setor de TI, em árabe, francês e inglês, posiciona ainda mais a Tunísia como um centro atraente para empresas que buscam uma força de trabalho capaz e dinâmica.

Iniciativas de sustentabilidade

A Tunísia implementou uma estratégia nacional para a economia verde. As áreas de foco incluem agricultura orgânica, ecoturismo, transporte e infraestrutura sustentáveis, construções ecológicas sustentáveis, indústrias verdes, TIC, eficiência energética e uso de energia, conservação e reutilização de água renovável e gerenciamento integrado de tratamento de resíduos. A Lei Orçamentária da Tunísia para 2024 introduz medidas destinadas a promover o financiamento verde e o desenvolvimento sustentável, oferecendo incentivos fiscais para projetos ecologicamente corretos em economias verdes, azuis e circulares.

Suporte para startups e empreendedorismo

Implementado desde 2018, o Startup Act está desempenhando um papel fundamental na promoção da inovação na Tunísia. As startups se beneficiam da isenção do imposto de renda e das contribuições para a seguridade social durante a validade do selo de startup. Os investidores se beneficiam da isenção do imposto sobre ganhos de capital. Os empreendedores se beneficiam de uma alocação dada ao cofundador e acionista de uma startup no lançamento para cobrir as despesas de subsistência por um ano.

Competitividade de custos

A Tunísia se destaca por sua relação custo-benefício, principalmente em termos de custos de mão de obra e custo de vida geral. O país apresenta um custo de vida 2,31 vezes menor do que a média global, posicionando-o na 190ª posição entre 197 países em termos de acessibilidade.

Recentemente, o Instituto Nacional de Estatística (INS) divulgou sua pesquisa “Emprego e Salários” para 2022, esclarecendo as principais percepções. A pesquisa revela que o salário básico médio na Tunísia para o ano de 2022 é de 924 dinares, aproximadamente 276 euros.

Além disso, a Lei de Investimentos da Tunísia de 2017 oferece incentivos atraentes. Por exemplo, os Projetos de Interesse Nacional, definidos como aqueles com um custo de investimento mínimo de cinquenta milhões de dinares (aproximadamente 15 milhões de euros) ou aqueles que criam um mínimo de 500 empregos em um período de três anos, estão qualificados para uma série de benefícios. Isso inclui deduções de benefícios da base tributária em um período de 10 anos, um subsídio de investimento de até 1/3 do custo do projeto limitado a 30 milhões de TND, subsídios estaduais para o desenvolvimento de infraestrutura e uma isenção de 10 anos das contribuições do empregador.

Perspectivas e posicionamento estratégico

Em resumo, apesar do tamanho relativamente pequeno do mercado local, a localização estratégica da Tunísia, a mão de obra qualificada, o clima econômico progressivo e o compromisso com a sustentabilidade e a inovação fazem com que o país se estabeleça como uma porta de entrada para a África e a Europa, oferecendo muitas perspectivas para as empresas que desejam expandir sua presença na África ou para aquelas que desejam se aproximar da Europa.

Se você quiser falar com um de nossos especialistas na África do Sul, entre em contato.